quarta-feira, 9 de junho de 2010

Crescimento do Brasil no primeiro Trimestre.

Conforme divulgado pelo IBGE nesta última terça - feira o crescimento do Brasil no primeiro trimestre de 2010, foi o maior desde de 1995, com uma base de 9% superior ao mesmo período do ano de 2009.
O economista Gustavo Loyola, comenta que chegamos ao mesmo nível de crescimento na pré-crise, ponto positivo para o país.
O setor de serviços e a agricultura expandiram, mas o destaque mesmo é para o setor industrial.
Em contrapartida da comemoração é preciso cautela, pois, imaginemos um bolo grande em uma forma pequena, assim é a situação do Brasil agora. Não temos capacidade de oferta de bens e serviços para um crescimento de 11% ao ano. O que acontece? INFLAÇÃO,e é inevitável que ela apareça.
Para crescer mais, é preciso um investimento em melhorias nas estradas, portos, ferrovias e melhorar a capacitação profissional. A escassez de mão de obra gera um aumento salarial, o que por consequencia deverá ser repassado aos preços devido aos custos de produção mais altos.
O mais importante agora é ter sabedoria para ir aos poucos desmontando os incentivos e criar um cenário mais duradouro e sustentável.

Grande abraço,

Ana Stuchi


Participe da Enquete no Business Conecttion!!

Acessem: http://colunas.jg.globo.com/sardenberg/2010/06/09/o-brasil-nao-teve-um-crescimento-chines-e-sim-um-surto/

2 comentários:

  1. É importante a divulgação de matérias como essa para deixar todos sem a euforia entusiasta utópica, vamos lutar por um país que será duradouro.
    Abraços

    M.A

    ResponderExcluir
  2. Luis Valdir Pastrelo Junior18 de junho de 2010 13:34

    Temos que avaliar de uma forma mais polida o tal crescimento, pois a conta ainda não foi paga, enfrentamos uma demanda histórica na tomada de credito e uma hora as contas vencem, se o mesmo credito não estiver disponível para renovação, teremos um problema. Ou estamos “Americanizando” mais uma vez nosso comportamento ou, reinventamos a bola (de neve). 

    ResponderExcluir